Nosso Cinema

A melhor fonte de críticas de cinema

“BIG LITTLE LIES” [2X04] – Mary Louise

* Este texto se refere ao QUARTO EPISÓDIO da SEGUNDA TEMPORADA da série. Clique aqui para ler o texto do terceiro episódio.

O quarto episódio de BIG LITTLE LIES é ligeiramente superior ao anterior, mas ainda fica aquém do alto nível já apresentado pela série. “She knows” tem o mérito de tornar Mary Louise mais participativa nos acontecimentos da trama e com mais tempo de tela, ao mesmo tempo, que derrapa nas situações repetitivas dos arcos dos demais personagens. Em termos gerais, a produção ainda não fez sua narrativa embalar e parece estar segurando as rédeas, prometendo muito e entregando menos do que poderia.

Cartaz da segunda temporada de “Big little lies”

O acerto incontestável foi fazer a mãe de Perry agir mais do que reagir às cinco mulheres protagonistas. Conservando sua personalidade ardilosa, sarcástica e provocativa, ela não apenas demonstra insatisfação com os rumos da investigação e lança indiretas para quem esteve envolvido na queda do seu filho, como também toma atitudes significativas. Comparece à reunião em que as crianças fazem adereços de Halloween para observar os pais; se muda para o mesmo prédio de Jane para se inserir na vida de Ziggy e desacreditar a afirmação de que Perry estuprou Jane; e procura um advogado que a represente no pedido judicial pela guarda dos netos Max e Josh sob a alegação de que correm risco ao lado de Celeste. A força das ações da personagem se deve também à ótima atuação de Meryl Streep, um deleite para os olhos do público que pode desfrutar da maior participação da atriz – além do tom de voz irônico nas discussões, ela emprega uma contundência dramática quando, por exemplo, confronta Celeste e leva um tapa da nora.

Se, por um lado, Mary Louise recebe mais atenção do roteiro, os arcos das outras mulheres não passam por um desenvolvimento perceptível, já que a condição em que se encontravam no terceiro episódio se mantém inalterada nesse capítulo. Celeste continua tão atormentada pelas lembranças do marido que toma muitos remédios que o faz esquecer o dia anterior (se antes, ela se vê dirigindo um carro sem lembrar como foi parar ali, agora esquece que um bartender desconhecido com quem passou a noite ainda está em sua casa quando os filhos e a sogra chegam); Jane não consegue se relacionar amorosamente com Corey por conta do trauma do estupro (um toque dele já a faz rememorar a violência sofrida); Madeline permanece em uma crise conjugal com seu marido após a revelação da sua infidelidade, o que torna a relação entre eles uma sucessão de atritos e desentendimentos (um simples trabalho escolar da filha é razão suficiente para fazer Madeline ser chamada de instável); e Bonnie segue sendo pressionada pela mãe para revelar os motivos de sua mudança de comportamento e retração emocional. Todos esses elementos já haviam sido trabalhados anteriormente e reaparecem sem camadas extras ou novas perspectivas.

Falhas também aparecem na trajetória narrativa de Renata, a única personagem que atravessa uma jornada própria sem relação com a trama central baseada na morte de Perry. Ela vive as incertezas e os temores da falência após a descoberta das fraudes cometidas pelo marido, situação essa que a faria retornar a uma condição de miséria já vivida no passado (o rancor e a revolta da personagem quanto a essa possibilidade transparecem na ilustrativa cena em que ela e o marido precisam apresentar suas posses a um juiz). O grande problema é o conflito da personagem estar muito deslocado do restante da série, quase aparentando ser uma história pertencente a outra produção.

Por fim, é do arco de Bonnie que outro elemento dramático surge para se acomodar à narrativa: a sensibilidade quase mediúnica de sua mãe que ao tocar em uma pessoa ou se colocar muito próxima a ela lhe garante visões do futuro. Essa característica cria o próximo mistério da série, envolvendo o afogamento de alguma personagem (ainda não muito claro) na praia da cidade, que foi visto pela personagem. Pistas para confundir o espectador já foram dadas de que poderia ser Renata ou Bonnie, mas não se sabe ainda se esse incidente realmente acontecerá e quem será a vítima. Mais uma dose de suspense que pode melhorar ou não o programa, a depender de como os arcos das personagens caminharão.  

Um resultado de todos os filmes que já viu.